sexta-feira, 11 de abril de 2008

Livre

Oba! Estou livre.
Recebi uma mensagem que meu blog estava sendo identificado como um potencial espalhador de spam(isso é pleonasmo?).
Por causa disto ele estaria sob investigação e teria que ser tirado do ar.
Tive que recorrer e solicitar a liberação do Blog.
O mesmo que o pai e a madrasta da menina Isabela estão esperando para, provavelmente, amanhã. Um Habeas Corpus.
Não escrevo com o intuito de culpar ou absolver ninguém. Isso é a missão(?impossível?) da justiça brasileira. É isso mesmo, existe uma, eu acho.
Bem, reclamações a parte, acho muito doido isso de ser preso para facilitar as investigações.
Acho sim que o local do crime deve ser preservado.
Acho sim que o pai e a madrasta são suspeitíssimos do crime.
Acho sim que tudo tem que ser feito para facilitar o trabalho da polícia.
Mas, fazer como fizeram comigo, tirar do ar porque está sendo investigado acho um exagero.
Não sou advogado e nem pretendo ser, mas na minha cabeça não entra que é normal prender alguém que nem suspeito é, pelo menos não oficialmente.
Isso só fez aumentar a certeza de todos de que o casal é culpado. Se estão até na prisão!
Porque, de repente, todos deixaram de comentar futebol para serem Sherlock Holmes (espero que ninguém me faça usar analogia com o capitão nascimento).
O caso da escola Base parece que não ensinou muito. Ahm? Escola Base? O que é isso?
Ah, ninguém sabe. Não é importante.
Importante é saber o que a Isabela comeu 5 horas e 34 minutos antes de ser morta. A cor da cueca do pai dela na noite do crime. Qual o dia que a madrasta fica menstroada. Quantos primos tem a mãe de Isabela. Qual a religião do pedreiro que trabalhava no prédio ao lado.
Isso sim é importante.
Pelo menos voltamos a ter novela das oito.

Um comentário:

Vapor disse...

Se continuar escrevendo assim tão bem, daqui a pouco podem querer saber o avesso do teu travesseiro, sonhos e segredos também. Olha a câmera de vigilância! Olha o pensamento! Cuidado! :)
Ilana